11ª Bienal do Mercosul 2018 desenvolve atividades regulares em Porto Alegre

Obra brinquedo solar da bienal do mercosulA 11ª Bienal do Mercosul acontece entre abril e junho de 2018 em Porto Alegre. Pela primeira vez o cronograma terá atividades culturais permanentes como simpósios, seminários, conferências, exposições, oficinas com crianças e adultos, encontros educativos para iniciantes e especialistas em arte e concertos. A ideia é oferecer uma programação cultural contínua desdobrando o tema nas diversas esferas da arte. As exposições, que têm curadoria do artista alemão Alfons Hug.

O tema escolhido para esta Bienal do Mercosul é “O triângulo do Atlântico”, uma referência às origens do povo gaúcho, resultado da mistura de raças, credos e culturas da Europa, África e da América do Sul, influenciando também a arte contemporânea. Grande parte da programação será na rua para facilitar o acesso à arte. A programação inicia com um concerto da Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro e convidados na escadaria da Igreja das Dores no próximo dia 26 de março e segue com eventos mensais. Além de arte, as atividades abrangem áreas da filosofia, história, arquitetura, direito e a medicina.

Aspectos de inclusão vão ganhar destaque

A programação da 11ª Bienal do Mercosul facilitará o acesso às atividades para minorias raciais, população de baixa renda e pessoas com deficiência. Algumas obras serão feitas com texturas especiais, alto relevo e linguagem braile. Haverá também transmissão virtual através do site para que o evento possa ser acompanhado de qualquer lugar. Uma das metas é que esta edição seja a mais internacional de todas, para isso são esperados artistas e personalidades de fora do país, com destaque para o continente africano. Outra iniciativa de destaque é preparar os estudantes de ensino fundamental e médio para as exposições. Devem ser discutidos em aula os principais pontos da mostra, incluindo o tema, a apresentação dos artistas e a contextualização das obras da Bienal.

Arte na Praça: o Triângulo das Crianças

A segunda edição da oficina que planeja estimular a criatividade infantil através de pinturas e contato com artistas, em espaços públicos da cidade acontece no Parque da Redenção, domingo, dia 28 de maio, das 10h até 12h, em frente ao Colégio Militar. A proposta faz parte da iniciativa inédita em preparar estudantes, de 09 a 13 anos, para as exposições da 11ª Bienal do Mercosul, que acontecem em 2018. A atividade gratuita acontecerá todos os meses em um parque diferente da cidade sob a tutela de artistas gaúchos.

Os pequenos ganharão materiais como pranchetas, tinta têmpera, pincéis e folhas para explorarem a sua criatividade. A seleção dos participantes (máximo de 100) será feita na hora, a partir da faixa etária e da ordem de chegada. Os pais poderão acompanhar o desenvolvimento do trabalho.

Segundo o organizador da oficina, o pintor e gravurista Carlos Carrion de Britto Velho, que trabalha há 11 anos em escolas: “Quando o ser humano tem experiência com arte (em geral) fica mais aberto para o mundo. A criança tem a sensibilidade maior, e quanto mais desenvolver, mais preparada ficará para aceitar ensinamentos relacionados a outras matérias. A arte abre caminhos, faz pensar de forma diferente, assim como a filosofia na fase adulta”, afirma o técnico em educação.

Palestra com geneticista sobre as origens do povo brasileiro

Sérgio Pena, professor titular do departamento de Bioquímica da UFMG e diretor do GENE (Núcleo de Genética Médica), estará em Porto Alegre para apresentar o famoso estudo sobre formação e estrutura do povo brasileiro. A pesquisa, que durou mais de 20 anos, revelou as nossas origens: ameríndia, europeia e africana, tema da 11ª Bienal do Mercosul: “O Triângulo do Atlântico”. A palestra acontece no dia 27 de maio, às 10h, no Conselho Regional de Medicina (CREMERS). Estão previsto ainda para a abertura do evento a participação do ator e diretor Zé Adão Barbosa, do violinista Cosmas Grieneise, da pianista Liliana Michelsen e do grupo Viva La Vida. Após a palestra os presentes são convidados para degustar um supresa gastronômica. Atividade gratuita.

Serviço 11ª Bienal do Mercosul 2018

No cronograma das atividades culturais permanentes estão simpósios, seminários, conferências, exposições, oficinas com crianças e adultos, encontros educativos para iniciantes e especialistas em arte e concertos. Tudo com entrada franca. Fique atento ao Culturíssima para mais informações sobre a 11ª Bienal do Mercosul.

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>