Galeria Ecarta expõe trabalhos de Mário Röhnelt em primeira mostra do ano

Mário Röhnelt, 1990. Sem título. Pintura acrílica sobre tela. 50x70cm

Sob coordenação do artista e curador André Venzon desde de março, a Galeria Ecarta inaugura sua primeira exposição do ano no dia 26 de abril, celebrando o trabalho do artista visual Mário Röhnelt. A mostra é composta por mais de 20 obras entre desenhos, pinturas, impressões e esculturas, de períodos distintos e selecionadas pelo próprio artista e apresentadas a um grupo de professores e de profissionais da pesquisa, curadoria e da gestão.

De acordo com Venzon, a ideia é reunir em torno do artista outros olhares. “São curadores e pessoas com diferentes níveis de experiências no campo da arte que ampliam ao máximo o olhar sobre a obra. E, assim, democratizamos o conhecimento sobre a produção artística, aportando múltiplos e novos olhares para a narrativa poética de Röhnelt”, afirma.

O coletivo formado por pesquisadores, professores, curadores e gestores reúne convidados de diferentes instituições e assumi o desafio de fazer, cada um, uma leitura crítica, que será exposta com a obra escolhida. A primeira edição conta com Ana Zavadil (MACRS), Bruna Fetter (IA – Ufrgs), Carlos Trevi (Santander Cultural), Carmen Capra (Uergs – Montenegro), Carmen Lula Barros (Urcamp), Fernanda Soares da Rosa (FVCB), Henrique Menezes (Fic), José Francisco Alves (Atelier Livre), Raquel Fonseca (Cal – UFSM), Lauer Santos (UFPel), Laura Cogo (Instituto Ling), Luciane Campana (MAVRS – UPF), Lurdi Blauth (Feevale), Mara Galvani (Ucs), Maria Luisa de Leonardis (BRAGUAY), Neiva Bohns (UFPel), Paulo Amaral (Margs), Paulo Gomes (IA – Ufrgs), Richard John (ESPM), Sandra Rey (IA – Ufrgs) e Walter Karwatzki (IFRS).

A exposição com obras de Mário Röhnelt, em exibição até 18 de junho e com entrada gratuita, integra o novo projeto da galeria intitulado “Seleção Ecarta”, que apresentará, anualmente, nomes da produção artística contemporânea no estado. O formato expositivo também percorrerá outras cidades do Rio Grande do Sul, em parceria com museus e centros culturais.

Abertura

A exposição será aberta em evento na quinta-feira, dia 26, às 19h. Na ocasião, será anunciada a programação artística da Galeria Ecarta e o resultado do edital para mostras temporárias. “Além de celebrarmos a obra de Röhnelt, que é um dos nossos artistas contemporâneos mais importantes, será um momento para destacar a programação da galeria, que completa 13 anos, e os artistas contemplados no edital”, adianta.

Para o segundo semestre, está prevista a itinerância na nova sede do Museu de Arte Leopoldo Gotuzzo, em Pelotas, cidade em que Röhnelt nasceu e estudou. Atualmente com 68 anos, o artista reside em Porto Alegre. Atuante artisticamente desde meados dos anos de 1970, há quatro anos, o Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli, sob a direção de Gaudêncio Fidelis, dedicou-lhe ampla mostra retrospectiva de cerca de 200 trabalhos, cuja curadoria foi desenvolvida por José Francisco Alves.

Serviço

O que: Abertura do projeto expositivo Seleção Ecarta – Mário Röhnelt, na Galeria Ecarta
Quando: 26 de abril (quinta-feira), às 19h
Visitação: até 18 de junho (de terça a sexta-feira, das 10h às 19h; sábado, das 10h às 20h; e domingo, das 10h às 18h
Onde: Fundação Ecarta (Av. João Pessoa, 943), em Porto Alegre
Entrada gratuita

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • 28 DE MARÇO NOS CINEMAS