Star Wars Celebration 2016: Bate-papo com Mark Hamill

(foto: Nils Jorgensen)

(foto: Nils Jorgensen)

Entre os dias 15 e 17 de julho, Londres recebeu a Star Wars Celebration, convenção temática oficial sobre a maior franquia nerd de todos os tempos. Mesmo distante, graças à internet e também à transmissão ao vivo no Youtube, aqui da ponta da América do Sul conseguimos acompanhar tudo que acontece por lá. Dentre vídeos inéditos, notícias sobre a saga e diversos painéis, resolvemos destacar a bate-papo do ator Mark Hamill com os fãs, que aconteceu no primeiro dia de evento. Ele falou sobre o início de Star Wars e também comentou os novos filmes da franquia.

O ator, que completa 65 anos em setembro, é quem dá vida a Luke Skywalker desde o primeiro filme da saga Star Wars, lançado em 1977. Bem humorado, Hamill contou que, quando leu o roteiro pela primeira vez, pensava que o filme seria uma comédia. “Eu assistia muito a Adventures of Superman, com George Reeves. Eu nem sabia que existia uma HQ antes, para mim era só um seriado de TV. Isso foi a porta de entrada pra mim nesse mundo. Eu gostava de Zorro, irmãos Marx, eu gostava de comédia. Quando li o roteiro de Star Wars, as pessoas falavam estranho em cena, e achei que fosse paródia, uma coisa meio Mel Brooks, e perguntei para George [Lucas]: ‘Isso aqui é pra ser uma paródia de Flash Gordon?’. E George dizia: ‘Não, não, é assim mesmo, eles falam assim mesmo'”, relembrou.

Hamill destacou que aquilo que George Lucas estava filmando era diferente de tudo o que se fazia na época em termos de cinema. “Gostava da ideia de que você entra na cantina e todo mundo é uma criatura, menos você. Nesses filmes sempre havia uma cena específica que era a cena da criatura – e na cantina havia várias. Achei isso uma novidade legal”, contou.

O jovem Luke

O jovem Luke

Luke sempre foi o grande herói da saga, e todo o arco dramático dos filmes gira em torno na família Skywalker. Contudo, Luke não é personagem preferido dele. “Li o roteiro original e pensei: ‘Quem é esse Han Solo? Ele tem falas legais, dá em cima da princesa… Eu tenho vários personagens preferidos”, revelou Hamill, que também contou que foi surpreendido ao receber a notícia que tinha sido escolhido para um dos papéis. “Tinha feito o teste há meses e de repente recebo o roteiro que diz: essas são as aventuras de Luke Skywaker, é o primeiro filme de uma saga e tal. E eu: ‘Eu que sou esse Luke Skywalker?’. Achei que tivesse feito teste para ser um ajudante do herói ou algo assim”.

Mark Hamill também falou sobre os novos filmes. O ator brincou sobre a sua participação em Star Wars: O Despertar da Força. Primeiro, a expectativa: “Vocês deveriam ter visto minha cara quando sentei para ler o roteiro. As primeiras linhas do texto introdutório diziam ‘Luke SkyWalker desapareceu’. Então pensei: ‘isso vai ser bom'”. Depois, a surpresa com a notícia de como seria sua participação. “Sabe toda aquela malhação e a perda de peso que tive que passar? Então, daí me avisaram que eu só teria que me virar e tirar o capuz! Sério? Nossa, até sentei no chão, precisava de um tempo pra processar isso”, ironizou o ator.

Mas para ele, o contexto fez com que a cena funcionasse. “É curioso que agora temos uma geração de fãs dando sua interpretação da série. Luke Skywalker aparece e ele é um convidado especial! Normalmente eu sou a parte que menos gosto nos meus filmes, e estava apreensivo porque a revelação final podia ser vista como uma trucagem, e falei para JJ [Abram, diretor] e Kathy [Kennedy, produtora] que estava preocupado. Mas vendo o filme todo, com a música de John Williams, e depois de toda a construção do filme, essa cena funciona. Eu estava por menos de 30 segundos no filme. É literalmente um cliffhanger, é um cara perdido num penhasco”.

Em 2017, chega aos cinemas o oitavo episódio de Star Wars. A saga deve seguir de onde parou O Despertar da Força, e provavelmente veremos Luke por bem mais de 30 segundos. Mark Hamill se mostrou empolgado com a continuação da saga. “Estava relendo o roteiro do Episódio 8, e há muitos diálogos que me fazem pensar: já posso ver isso em uma camiseta. Esqueça ‘Que a força esteja com você’, há frases de efeito no filme que vocês não podem imaginar”, revelou.

Ainda sobre o novo filme, Hamill contou uma curiosidade sobre como era 0 cuidado da produção para que nada do roteiro vazasse. Os textos eram armazenados em tablets protegidos por senhas. “Estou na fase idosa da minha carreira. Tenho que desenhar nas margens dos roteiros para lembrar minhas falas. Eu sou old school. Tenho que levar o roteiro para casa. E você fica bastante paranóico com tudo isso. Começa a pensar se a faxineira do hotel sabe a senha, que é bastante longa, com letras maiúsculas e números, sendo difícil de memorizar”. As filmagens terminaram recentemente.

Confira o painel na íntegra

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>