Festival Palco Giratório movimenta a Capital

Peça "Os Homens do Triângulo Rosa" fala sobre homossexuais perseguidos pelo regime nazista da Alemanha da década de 30. Foto: Luciane Pires

Peça “Os Homens do Triângulo Rosa” fala sobre homossexuais perseguidos pelo regime nazista da Alemanha da década de 30. Foto: Luciane Pires

O 10º Festival Palco Giratório Sesc/POA movimenta a Capital gaúcha, desde o dia 8 até 31 deste mês, com espetáculos de teatro, dança, circo, intervenções urbanas e atividades formativas. O Teatro Renascença e a Sala Álvaro Moreyra, ambas no Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues (Av. Érico Veríssimo, 307)  são os espaços disponibilizados pela Secretaria Municipal da Cultura (SMC) para o evento.

Os ingressos têm valores a partir de R$ 7 e podem ser obtidos junto ao SAC do Sesc Centro (av. Alberto Bins, 665), de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h45, aos sábados, das 8h às 13h, e até às 15h no dia da apresentação.

Programação do Teatro Renascença

Trágica.3
9/5 (Sábado) | 21h
10/5 (Domingo) | 18h
Com direção de Guilherme Leme, Rio de Janeiro, o espetáculo traz uma releitura de três mitos: Antigona, Medéia e Electra em uma versão contemporânea.

O Jardim
14/05 (Quinta-feira) | 21h
15/05 (Sexta-feira) | 21h
Montagem da Cia Hiato, São Paulo, a peça propõe um jogo com a própria memória do público ao rever uma cena, mas desta vez com cheia de lacunas. O público é levado a recriar em sua memória os diálogos, sendo  conduzido a reinventar a cena sob seu olhar e lembrança intransferíveis.

Grupo Galpão
16/05 (Sábado) | 21h
17/05 (Domingo) | 18h
Grupo musical de Belo Horizonte, apresenta um repertório composto de músicas de espetáculos do grupo e músicas que surgiram em Workshops internos e que chegam ao público pela primeira vez.

Dente de Leão
20/05 (Quarta-feira) | 21h
21/05 (Quinta-feira)  | 21h
Espetáculo da Cia Espanca! de Belo Horizonte. Um grupo de alunos troca idéias cobre suas vidas e projeta o futuro enquanto mata aulas no auditório do colégio.

Os Homens do Triângulo Rosa
22/05 a 31/05
Sextas-feiras e sábados | 20h
Domingos | 18h
Peça portoalegrense da Cia Teatro ao Quadrado, aborda a trajetória dos triângulos rosa, denominação que designava os homossexuais perseguidos pelo regime nazista da Alemanha da década de 30.

Nowhereland – Agora estamos aqui
27/05 (Quarta-feira) | 20h
O Movasse – Coletivo de Criação em Dança foi buscar na obra cinematográfica de Tim Burton inspiração para criação coreográfica de um espetáculo de dança. As obras do diretor são marcadas por uma recriação fantástica do real, sempre com um tom de comédia e resvalando em toques de humor macabro. A tênue linha que separa o real do imaginário foi o ponto de partida para desvendar o tema.

A vida dele
28 (Quinta-feira) | 20h
Peça do grupo InCoMoDe-Te de Porto Alegre, A Vida Dele, mostra dois personagens que espionam um terceiro e discutem sobre essa investigação. Em uma atmosfera de suspense e comicidade, os fatos revelados aos poucos os levam ao caminho do inesperado.

Programação da Sala Álvaro Moreyra

O Mal Entendido
8/05 a 31/05 (Sextas-feiras, Sábados e Domingos) | 20h
Com direção de Danil Colin, Porto Alegre, a peça apresenta um homem que após separar-se de sua família a fim de juntar fortuna regressa casado e em segredo.

O Gato de Botas: Quem disse que só o Cão é o Melhor Amigo do Homem
16/05  a 31/05 (sábados e domingos) | 16h
Uma gataria vem até o público reivindicar o título de “melhor amigo do homem”, até então atribuído aos cães. Com esse intuito, se reúnem para contar a história do gato, que ao calçar um par de botas, muda o destino de seu amo. A produção é da Cia de Teatro Menino Tambor de Porto Alegre.

Avental todo sujo de ovo
18/05 (Segunda-feira) | 20h
Com texto do dramaturgo cearense Marcos Barbosa, o espetáculo estreou no início de 2009. Trata da relação familiar, com seus sentimentos, suas limitações e suas (in)verdades. Propondo uma intimidade com o público, o elenco convida os espectadores a visitarem a casa de Alzira e Antero, o casal que há 19 anos, junto à comadre Noélia, vive a angustiante espera do filho Moacir, que desapareceu de casa quando criança. Esse cenário só se modificará a partir da inesperada visita de Indienne Du Bois.

O Silêncio e o Caos
19/05 (Terça-feira) | 20h
Com direção de Dielson Pessoa, Recife, o espetáculo O Silêncio e o Caos tem como ponto inicial uma experiência psicológica vivida pelo próprio Dielson Pessoa e trata da questão como algo inerente ao humano. Abre um leque de discussões sobre as psicoses, levando o público a perceber que essas duras passagens são muito enriquecedoras, principalmente quando vistas por um prisma respeitoso e longe de preconceitos.

As três irmãs
25/05 (Segunda-feira) | 19h
Da Traço Cia de Teatro, o espetáculo trata do desejo das irmãs Olga, Maria e Irina de retornarem à cidade natal, de onde saíram há 11 anos com o pai, general. Ainda mais importante que o plano dos acontecimentos, é a exposição dos conflitos que se estabelecem entre o plano da vida material – o cotidiano – e o plano espiritual – a eternidade. O espetáculo aborda o clássico texto do dramaturgo russo Anton Tchékhov a partir da técnica do palhaço.

O som das cores
25/05 (Segunda-feira) | 14h
A Cia Catibrum Teatro de Bonecos de Belo Horizonte apresenta a montagem O som das cores. O espetáculo  confirma como a magia do teatro de animação pode ser transformada em uma trama envolvente. Inspirado em famosas fantasias literárias, o espetáculo conta a história da jovem Lúcia, que se aventura no mundo do impossível. Do subterrâneo das estações de metrô ao universo infinito de sua imaginação, ela terá que enfrentar seus medos e todos os seus inimigos. Um espetáculo para todas as idades. Vencedor dos prêmios de melhor texto original e melhor cenário do Prêmio Sinparc em 2014.

Com informações da Secretaria Municipal de Cultura

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>